BusinessDestaqueNegóciosNotíciasTecnologia

Oito milhões de carros eletrificados: BYD alcança marca histórica em apenas quatro meses

BYD alcança marca histórica em apenas quatro meses Greentech havia registrado produção de 7 milhões em março desse ano; no Brasil, BYD Song Plus DM-i ultrapassa volume de 10 mil unidades vendidas.

(05/07/2024) – A BYD consolida sua liderança global em veículos de nova energia ao ultrapassar a marca de 8 milhões de carros produzidos. Além do volume, chama atenção a velocidade do crescimento. Até alcançar a fabricação de um milhão de eletrificados, foram 13 anos. Em um ano bateu 2 milhões de unidades eletrificadas produzidas. O terceiro milhão chegou em seis meses e a companhia bateu 5 milhões em agosto de 2023. E logo em novembro, três meses depois, foi alcançado o novo recorde, de 6 milhões de carros eletrificados produzidos. Somados quatro meses, em março de 2024, a companhia bateu os 7 milhões de carros que saíram da linha de produção e mais quatro meses para o recorde máximo atual: 8 milhões de carros de nova energia entregues.

Com a forte expansão de sua presença no mundo nos últimos anos, a companhia está presente em mais de 400 cidades de 88 países em 6 continentes e, recentemente, inaugurou a mais nova fábrica na Tailândia. Somente no primeiro semestre de 2024, a greentech vendeu mais de 1,6 milhão de veículos eletrificados em todo o mundo, um aumento de 28% em relação ao ano anterior, reflexo de seu crescimento exponencial e que solidifica ainda mais a sua posição de destaque no cenário global.

No Brasil, a BYD se solidificou entre as 10 marcas automotivas que mais emplacam no país,
mantendo-se no ranking pelo terceiro mês consecutivo. Em junho, registrou 5.335 unidades emplacadas. Entre os 100% elétricos, a BYD garantiu a liderança novamente e domina mais de 65% do mercado, com 3.346 unidades emplacadas, mais do que todos os concorrentes somados (de novo).

O destaque do mês fica com o BYD Song Plus, o híbrido plug-in mais emplacado (1.911). Mais: o Song Plus ultrapassou a marca de 10 mil unidades circulando no país no acumulado de 2024, sendo o modelo PHEV que mais emplacou no mercado brasileiro.

Outra conquista relevante vai para o BYD King que, com apenas 6 dias no mercado, chegou à sexta posição no ranking dos sedãs mais emplacados no Brasil em junho, com 78 unidades que já ganharam as ruas.

“O mês de junho foi excelente para a BYD. Comemoramos um ano do lançamento do BYD Dolphin, o nosso modelo 100% elétrico que causou uma revolução no mercado automotivo brasileiro e virou referência, ao dar vida ao ʻEfeito Dolphinʼ, obrigando a concorrência a rever preços. Essa conquista reafirma que o brasileiro tem desejo de ter acesso a um veículo eficiente, inovador e que contribui para reduzir a emissão de poluentes”, celebra Alexandre Baldy, Vice-Presidente Sênior da BYD no Brasil.

Segundo o executivo, a marca segue sua estratégia de trazer para o país carros eletrificados com melhor custo-benefício e anuncia que, em breve, a BYD terá novas novidades que agitarão o mercado, como o lançamento de diversos outros modelos e sempre apresentando novas oportunidades que despertarão o interesse do consumidor brasileiro.

Lançado em junho, o BYD King, sedã híbrido plug-in já figura no Top 10 do segmento

A BYD continuará o projeto de expandir a sua presença no mercado global, com sua tecnologia de ponta e seus produtos inovadores para atender às diversas necessidades de consumidores em todo o mundo.

ACUMULADO DO ANO

Entre janeiro e junho, a BYD ostenta mais de 72% do mercado de 100% elétricos e conta com 22.346 unidades emplacadas, acima do número alcançado em todo o ano de 2023. Na soma de carros 100% elétricos e veículos híbridos, são mais de 32.459 novos carros nas ruas do Brasil neste ano, um verdadeiro case de sucesso e a prova de que o brasileiro gosta sim de carros eletrificados.

BYD NAS LIDERANÇAS REGIONAIS

O mês das festas juninas também traz comemorações para a marca, por ter alcançado o top 3 do ranking de emplacamento geral nas cidades de Valinhos (SP), São José dos Pinhais (PR), Indaiatuba (SP), Resende (RJ), Natal (RN) e Mossoró (RN). Em Santana de Parnaíba (SP) a BYD foi a marca que teve mais veículos emplacados ante todas as outras, com 36 novos veículos circulando. Ainda, a BYD foi a terceira marca a emplacar mais carros no Rio Grande do Norte, acima de grandes nomes da indústria tradicional que ainda faz carros a combustão.

A BYD segue sua expansão pelo Brasil e pode comprovar que os carros elétricos já caíram no gosto do brasileiro. Levantamento feito pelo DataFolha mostra que 2 em cada 3 pessoas pagariam mais caro em carro elétrico para combater mudanças climáticas.

Sobre a BYD

Líder na comercialização de veículos elétricos no Brasil e consolidada na fabricação de tecnologia de energia solar, a BYD vem expandindo sua atuação no país, desde sua chegada em 2013. Compromissada em cuidar do planeta e investir na transição energética sem emissão de poluentes, a empresa possui em solo nacional fábricas de montagem de chassis de ônibus 100% elétricos e de produção de módulos fotovoltaicos, ambas em Campinas (SP). Tem também no Polo Industrial de Manaus (AM), uma unidade dedicada à produção de baterias de fosfato de ferro-lítio. Além disso, importa empilhadeiras, paleteiras, rebocadores e caminhões para o Brasil, todos 100% elétricos. Em novembro de 2021, começou a comercialização de automóveis de passeio no país e já conta com diversos modelos e uma rede consolidada de concessionárias em operação. No ano passado deu início ao projeto para a construção do Complexo de Camaçari, na Bahia, onde vai instalar a primeira fábrica de carros fora da Ásia. A companhia ainda é responsável por um projeto de SkyRail (monotrilho) na cidade de São Paulo (SP) (Linha 17 – Ouro do metrô). Eleita pela revista americana Times como uma das 100 empresas mais influentes do mundo, a BYD integra o Pacto Global das Nações Unidas (ONU), uma iniciativa que fornece diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania, por meio de lideranças corporativas comprometidas e inovadoras