Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty começa no dia 18 de agosto

Durante o período do festival, o Sandi Hotel vai oferecer masterclass para os hóspedes com Alê D’Agostino, renomado bartender fundador da APTK Spirits

POR: Visar Planejamento

Paraty sediará por quatro dias o 40º Festival da Cachaça, Cultura e Sabores, dos dias 18 a 21 de agosto, com entrada gratuita. Os principais produtores da região estarão presentes, dentro de um espaço de convivência para a apreciação da famosa cachaça paratiense. O evento, que busca valorizar também os métodos de produção, a cultura caiçara e a gastronomia local, oferecerá diversas atrações como recitais, tour e degustação em alambiques locais, workshops e palestras, oferecidos a turistas e moradores que vierem à Paraty desfrutar do evento, um dos mais tradicionais da cidade.

O festival que teve início em 1983, com o nome de Festival da Pinga, é tradicionalíssimo em todo Estado do Rio e no país, e atrai para Paraty um séquito de apreciadores da bebida genuinamente nacional. O evento passou por uma série de requalificação ao longo dos anos até conseguir atingir o patamar de ser um dos principais eventos no calendário do município. Paraty também é reconhecidamente um berço de alambiqueis de tradição, que envolve métodos originários de produção do século XVI sendo utilizados até os dias atuais. São mais de 400 anos de produção, com rótulos conhecidos em território (inter)nacional. O Brasil hoje tem mais de 4.743 marcas de cachaça registradas no país, com uma capacidade de produção de 1,2 bilhão de litros por ano.

E para comemorar o evento, o Sandi Hotel, que em mais de 30 anos de existência, tornou-se um ícone de hospitalidade e bem receber na Cidade Histórica, vai oferecer aos hóspedes que vierem a Paraty aproveitar o festival, uma experiência única e exclusiva. No dia 20 de julho quem estiver hospedado no hotel vai ganhar uma masterclass com ninguém menos que Alê D’Agostino, renomado bartender fundador da APTK Spirits, marca referência em alta coquetelaria e pioneira no mercado de coquetéis engarrafados no Brasil e parceira dos proprietários do hotel no bar de alta coquetelaria Apothekario. A ação será destinada apenas para os hóspedes do Sandi Hotel, que para o período precisam de uma hospedagem mínima de duas diárias.

“Existem várias e extasiantes jornadas no destino Paraty, por isso, nos propomos a oferecer as melhores experiências na cidade”, diz Sandi Adamiu, proprietário e administrador do Sandi Hotel. A 40º edição do Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty vai acontecer na Av. Nossa Sra. dos Remédios, no bairro Pontal.

Sobre o Sandi Hotel

O casarão do século XVIII que abriga o Sandi Hotel já foi a primeira escola de Paraty. A construção colonial estava abandonada, em meados dos anos 80, quando o empresário Alexandre Adamiu se apaixonou por sua esposa, Sandra Foz, e também pela cidade que ela amava. Grande empresário do cinema, presidente da Paris Filmes, Alexandre era também um visionário. Conta-se que foi em uma noite alegre, entre amigos, pelos bares da cidade, que ele decidiu arrematar o casarão, que reúne um conjunto de seis casarões, em uma esquina, no coração do Centro Histórico. Depois de uma longa reforma, ele presenteou Sandra com o Sandi Hotel, perto de 1990. A pousada foi batizada em homenagem ao filho único do casal. O Sandi Hotel já nasceu como uma estrela. Alexandre teve ainda a ideia incluir um anúncio da pousada nas fitas VHS distribuídas pela Paris Filmes. Foi um sucesso. O Sandi Hotel logo se tornou uma referência no imaginário dos brasileiros. Há dez anos, o próprio Sandi e sua mãe, Sandra, assumiram a administração da pousada, conservando a tradição do bem receber e a vontade de inovar e se renovar, sempre.